jump to navigation

Como tirar sua empresa do vermelho… fevereiro 13, 2009

Posted by Fernanda Peregrino in gestão, Organização.
Tags: , , , , , ,
trackback

debitoA empresária Fabíola tem duas empresas: uma há treze anos e outra há três. Diz que as vendas são boas, graças à qualidade dos produtos que oferece e ao ponto centralizado do negócio. Apesar disso, segundo nossa leitora, “90% dos clientes não pagam em dia, e com o que recebo não consigo pagar os fornecedores na data certa”.

Para ajudar Fabíola, o técnico do Sebrae Roberto Rocha fez uma lista de procedimentos que podem tirar a empresária do vermelho. A dica principal é ter criatividade e criar meios de o cliente pagar sempre à vista, seja com programas de descontos para quem comprar com dinheiro ou de fidelidade. Confira:

Se a empresa está no vermelho, presumidamente o negócio não está dando LUCRO, ou seja, o volume de receitas/vendas mensais é insuficiente para pagar todas as despesas/custos, e, sendo assim, o negócio está dando um prejuízo nas suas operações. Então, será preciso:

- aumentar as receitas/vendas;

- diminuir as despesas.

- analisar quais são os gastos que estão extrapolando;

- adotar medidas para economizar nas despesas fixas – energia, telefone, água, salários, aluguel etc.

- verificar se as retiradas mensais dos sócios (pró-labore) estão compatíveis, para evitar que tirem do Caixa da empresa mais dinheiro do que é possível;

- avaliar cada gasto que a empresa tem. Lembre-se que é preciso ter austeridade;

É possível também que os preços cobrados pela execução dos serviços não seja suficiente para pagar as despesas Fixas + Variáveis + Financeiras, e ainda deixar LUCRO. Será necessário implantar os controles básicos de gestão na empresa e levantar se a empresa tem dívidas, com quem, quais os valores, quais os prazos para pagar etc.

Abaixo, mais sugestões:

1. Procure driblar a inadimplência, colocando os vencimentos nos primeiros dias do mês. Marque os vencimentos para antes do dia 10, preferencialmente até o quinto dia útil. Se o seu cliente recebe no início do mês, a prioridade será pagar os vencimentos mais próximos.

2.Venda à vista ou com cartão de crédito. Parece lógica esta dica, mas muitos empresários ainda acham que custa caro ter o contrato com as empresas de cartão de crédito. Realmente não é barato, mas se a sua inadimplência está acima dos 5% já compensa ter essa forma de pagamento e evitar os cheques pré-datados. Em cartão de crédito aprovado não há risco de inadimplência e sempre é possível negociar taxas menores com as administradoras.

3. Ao fornecer crédito, consulte o Serviço de Proteção ao Crédito – SPC e o Serasa. Evite vender para clientes que já estão inadimplentes em outras empresas.

4. Faça um Cartão Fidelidade, oferecendo alguns benefícios ao cliente adimplente, como descontos em próximas compras, um brinde caso as contas sejam pagas em dia até o final do contrato e etc. Procure usar a sua criatividade!

Procure o SEBRAE (0800-570-0800) e agende um atendimento para obter mais ajuda.

About these ads

Comentários»

1. Maria Virginia Pereira - fevereiro 15, 2009

Eu tenho um comércio de confecções há uns 5 anos, só que é informal, vendo em casa . Vendo no caderno, e 80% demoram de pagar, as vezes uso o limite, mas uso no máximo por 2 semanas e cubro logo. A cidade que moro tem 20 mil habitantes, e fico com receio de abrir uma loja, e a inadiplência ser maior. Vendo roupas de qualidade, tenho uma maneira de trabalhar diferenciada, por isso vendo bem. Viajo para SP duas vezes por ano e compro num shopping de marcas. Só vendo mais, época de festas como: festas juninas e natalinas, por isso viajo maio e novenbro. Depois que acaba as festas vendo uma peça de mês em mês, pois, na minha cidade não tem festas e muito menos eventos,só no natal e são joão. Mas gostaria de abrir uma loja bem arrumada só ta me faltando idéia e gostaria que o sebrae me ajudasse

Fernanda Peregrino - fevereiro 16, 2009

Maria Virgínia,

O Sebrae pode te ajudar a abrir a loja dos seus sonhos. Então, procure a unidade do Sebrae mais próxima da sua cidade ou da sua casa no endereço http://www.sebrae.com.br/atendimento ou ligue para 0800 570 0800. Você receberá dicas de como abrir uma loja adequada ao seu gosto e ao do cliente e também de como gerir sua empresa e obter bons resultados.

Boa Sorte!

Fernanda Peregrino
Editora do Blog Inovar@Sebrae

2. Gisleida Gouvêa - fevereiro 19, 2009

Muito boa a proposta

3. Gisleida Gouvêa - fevereiro 19, 2009

Gostaria de estar colaborando com a empresa prestadora de serviços de meu irmão ,que está na pior contabilmente.

Fernanda Peregrino - fevereiro 19, 2009

Gisleida,

Anote as dicas do Roberto Rocha e tente ajudar seu irmão. Você também deve procurar a unidade do Sebrae mais próxima, assim receberá atendimento personalizado. Confira onde há um Sebrae perto de você: http://www.sebrae.com.br/atendimento. Outra opção é ligar para 0800 570 0800. A ligação é gratuita.

Boa sorte!

Fernanda Peregrino
Editora do Inovar@SEBRAE

4. CARLOS EDUARDO DA SILVA - março 2, 2009

TENHO UMA LOJA DE MAT.DE CONSTRUÇÃO JA FAZ 03 ANOS,ELA JA ERA DE OUTRO DONO +02 ANOS.ATÉ JULHO DE 2008 AS CONTAS ESTAVAM EQUILIBRADAS MAS DELA PARA CÁ DESANDOU TUDO E ESTE MES DE FEVEREIRO MINHAS VENDAS CAIRAM 65% EM RELAÇÃO AO PERIODO DO MES PASSADO.CONCLUZÃO!NÃO ESTOU CONSEGUINDO ONRAR COM OS FORNECEDORES NEM C/O BANCO,POIS TENHO EMPRESTIMOS P/CAPITAL DE GIRO.ESTOU DESESPERADO POIS EM 40 ANOS DE VIDA NUNCA TIVE EXPERINCIA COMO DEVEDOR.ESTOU TRABALHANDO NO LIMITE DE FUNCIONARIOS E SE FICAR SEM COMPRAR,SÓ TENHO MERCADORIA P/+/-03 MESES.

5. Maria Batista - março 5, 2009

Olá, nossa micro empresa tem 16 anos que vem se mantendo com auxilio de capital de giro. Neste ano temos a intensão de sair do capital de giro e nos manter com as proprias pernas. No entanto com o anuncio da crise, alguns clientes encerraram contratos, outros nao renovaram e aindo outros nao pagaram pelos serviços prestados, alegando crise nas vendas. Entao nos vimos em situação de gritar socorro. O faturamento caiu a ponto de nao poder cumprir com os custos. Estamos com uma grande necessidade de uma ajuda financeira do tipo, emprestimo com carencia para começar a pagar ou algo semelhante… O que os senhores me sugere e como proceder? Maria

6. Antonio Pedro Godoy - março 11, 2009

Nossa empresa esta com grandes dificuldades, não estamos conseguindo onrar nossos compromissos com fornecedores e com atrasos de pagamento de nossos colaboradores.
A situação é muito grave.
O que os senhores sugerem? Talvez pedir falencia e entrar com outra empresa?O que fazer?

7. Leonardo M. Ladeira - março 12, 2009

Olá, tenho uma selaria desde 2001. Tudo andava muito bem até eu ter meu primeiro grande prejuizo. Comecei a trocar cheques pré datados, depois tive outro grande prejuizo, daí comecei a trocar cheques pré datados meus. Agora me sinto numa situação desesperadora. O que devo fazer pois além de tudo estou com nome sujo no SERASA por ser avalista de uma outra empresa inadimplente?

Fernanda Peregrino - março 16, 2009

Prezada Maria,

Se a empresa está no vermelho, presumidamente o negócio não está dando LUCRO. Isso é proveniente de causas, como por exemplo:

– o volume de receitas/vendas mensais é insuficiente para pagar todas as despesas / custos e sendo assim, o negócio está dando um prejuízo nas suas operações.

Será preciso aumentar as receitas/vendas.

Será preciso diminuir as despesas.

Analise quais são os gastos que estão extrapolando.

Adote medidas para economizar nas despesas fixas- energia, telefone, água, salários, aluguel etc.

Verifique se as retiradas mensais dos sócios (pró-labore) estão compatíveis, para evitar que tirem do Caixa da empresa, mais dinheiro do que é possível.

Procure avaliar cada gasto que a empresa tem. Lembre-se que é preciso ter austeridade.

É possível também que os preços cobrados pela execução dos serviços não seja suficiente para pagar as despesas Fixas + despesas Variáveis + despesas Financeiras e ainda, deixar LUCRO.

Creio que será necessário implantar os controles básicos de gestão na empresa.

É preciso levantar se a empresa tem dívidas, com quem, quais os valores, quais os prazos para pagar e renegociar a forma e o valor das parcelas para efetuar o pagamento.

Sugiro que procure o SEBRAE mais próximo (0800-570-0800) , pois seria muito interessante fazer o curso “APRENDER A EMPREENDER”, pois aborda sobre o dia-a-dia de uma empresa. Ou se você não tiver uma unidade do Sebrae mais próxima você pode fazer o curso pela internet, basta se cadastrar no http://educacao.sebrae.com.br.

Veja também: http://www.sebraesp.com.br/midiateca/publicacoes/saiba_mais/financas/gestao_financeira.

Boa Sorte!

Att.,

Mundo Sebrae

http://mundosebrae.wordpress.com

8. claudia marinho - março 16, 2009

quero saber como posso fazer para sair do vermelho, comprei uma empresa de telemarketing que continham dívidas passadas,gostaria de saber como vocês fazem para ajudar pequenos empresários,assim como eu, o que devo fazer, como devo proceder?

Fernanda Peregrino - março 16, 2009

Prezada Cláudia,

Visite a unidade do Sebrae mais próxima da sua casa ou ligue para o 0800 570 0800, você terá atendimento personalizado e antenado com a realidade do seu estado e região. O conhecimento da conjuntura e da economia regional é muito importante para alavancar o seu negócio. Abaixo, mais dicas do blog Mundo Sebrae sobre como tirar uma empresa do vermelho. Confira:

Se a empresa está no vermelho, presumidamente o negócio não está dando LUCRO. Isso é proveniente de causas, como por exemplo:

– o volume de receitas/vendas mensais é insuficiente para pagar todas as despesas / custos e sendo assim, o negócio está dando um prejuízo nas suas operações.

Será preciso aumentar as receitas/vendas.

Será preciso diminuir as despesas.

Analise quais são os gastos que estão extrapolando.

Adote medidas para economizar nas despesas fixas- energia, telefone, água, salários, aluguel etc.

Verifique se as retiradas mensais dos sócios (pró-labore) estão compatíveis, para evitar que tirem do Caixa da empresa, mais dinheiro do que é possível.

Procure avaliar cada gasto que a empresa tem. Lembre-se que é preciso ter austeridade.

É possível também que os preços cobrados pela execução dos serviços não seja suficiente para pagar as despesas Fixas + despesas Variáveis + despesas Financeiras e ainda, deixar LUCRO.

Creio que será necessário implantar os controles básicos de gestão na empresa.

É preciso levantar se a empresa tem dívidas, com quem, quais os valores, quais os prazos para pagar e renegociar a forma e o valor das parcelas para efetuar o pagamento.

Sugiro que procure o SEBRAE mais próximo (0800-570-0800) , pois seria muito interessante fazer o curso “APRENDER A EMPREENDER”, pois aborda sobre o dia-a-dia de uma empresa. Ou se você não tiver uma unidade do Sebrae mais próxima você pode fazer o curso pela internet, basta se cadastrar no http://educacao.sebrae.com.br.

Veja também: http://www.sebraesp.com.br/midiateca/publicacoes/saiba_mais/financas/gestao_financeira.

Boa Sorte!

Fernanda Peregrino
Editora do blog inovar@sebrae


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: